quinta-feira, 28 de abril de 2011

Vagas para ouvintes no Curso de Audiovisual

Aula com Karim  Aïnouz - 1ª Turma do Curso

A Vila das Artes abriu inscrições para alunos ouvintes no Curso de Realização em Audiovisual coordenado por sua Escola Pública de Audiovisual. Serão disponibilizadas 5 vagas para cada disciplina e as inscrições podem ser feitas até a sexta-feira anterior à disciplina de interesse, na Secretaria da Vila das Artes, das 8 às 21h (Rua 24 de Maio, 1221, Centro).  É necessário o preenchimento de uma ficha. Caso o número de procura seja maior do de vagas haverá seleção. O Curso é gratuito e acontece das 8 às 12h, de segunda à sexta.


As próximas disciplinas serão em Maio. Confira:
2 a 6 - Cinema Brasileiro, com o pesquisador e crítico Hernani Heffner
9 a 13 - Política e Ética no Audiovisual, com o cineasta Joel Pizzini
16 a 20 - Cinema Nordestino com o pesquisador Marcelo Dídimo
23 a 27 - Vídeo no Brasil com o professor Dellani Lima
 

Outras informações pelo 3105-1404.

quarta-feira, 27 de abril de 2011

Mostra Pedro Costa exibe No Quarto de Vanda nesta quarta (27)

No Quarto de Vanda (2000)
O Cineclube Vila das Artes continua, nesta semana, a apresentar a obra do cineasta português Pedro Costa. Na quarta-feira, 27, a partir das 17 horas, será exibido No Quarto de Vanda (2000), obra ambientada em um bairro de Lisboa povoado por imigrantes que registra a vida de Vanda Duarte, uma jovem que lida com a problemática da dependência química. Após a exibição, haverá debate com o professor Osmar Gonçalves. Mais informações pelo telefone 3105-1404.

Sobre o filme 
No Quarto de Vanda registra a vida social do bairro Fontainhas, em Lisboa, vista por meio do quarto de Vanda Duarte, jovem dependente química que convive com as dificuldades daquela realidade. Acompanhado de Ossos (1997) e Juventude em Marcha (2006), o filme compõe a trilogia de Pedro Costa que explora a injustiça social em Lisboa. Com quase três horas de duração e realizada com câmera de vídeo digital, a obra leva o espectador a se questionar sobre o os limites entre realidade e ficção. No Quarto de Vanda foi premiado no Festival de Cannes de 2002 e no 32º Festival de Cinema da Universidade Católica do Chile.

Trailer




Programação Mostra Pedro Costa 

terça-feira, 26 de abril de 2011

Dia especial para a Dança

 Programação oferece aulas abertas e debate sobre política de formação em dança


A Vila das Artes programou diversas atividades gratuitas para o mês de abril que comemora, no dia 29, o Dia Internacional da Dança. Foram duas atividades formativas para profissionais da dança e na próxima sexta oferece diversas atividades com aulas abertas e um encontro que vai debater Políticas Públicas para a Formação em Dança.

A política de formação em artes da Prefeitura de Fortaleza passa pela Vila das Artes. Um espaço voltado para a formação em artes, apoio a produção, incentivo a pesquisa e difusão cultural. A dança é uma das linguagens atendidas e através de sua Escola Pública de Dança promove reflexões, encontros e atividades formativas que estimulam a construção de um pensamento crítico em torno da linguagem cênica. Essas ações de formação têm favorecido o desenvolvimento do conhecimento e da criação artística no campo da dança cênica em Fortaleza.

A programação na sexta-feira começa a partir das 14h com aulas abertas e aulas públicas de dança. Qualquer pessoa, a partir de 14 anos de idade, poderá participar das aulas abertas. Basta fazer uma inscrição antes da oficina na secretaria da Vila das Artes. No final da tarde um Debate sobre Política de Formação em Dança com representantes das Secretarias de Cultura do Município e Estado, além de outras instituições, vai refletir sobre as ações públicas de formação em dança no Ceará. 


O dia 29
Celebrado todo dia 29 de abril, o Dia Internacional da Dança lança luz a diversas questões que envolvem a dança. Entre os objetivos, voltar o olhar das pessoas para a relevância desta arte e também dos governantes para a inclusão da dança no sistema de educação. O Dia da Dança foi criado em 1982 pelo Comitê Internacional da Dança da UNESCO e é promovido anualmente pelo Conselho Internacional de Dança (CID). A data é uma homenagem ao nascimento do bailarino e mestre francês Jean-Georges Noverre (1727 - 1810), responsável pela introdução de novos paradigmas de criação coreográfica.


Programação Dia Internacional da Dança
Dia 29 de abril de 2011.
Inscrições para aulas abertas a partir das 12h.
14h – aula aberta de sapateado, destinada ao público em geral.
14h – aula aberta de dança de rua, destinada ao público em geral.
15h15 – aula aberta de dança de salão, aberta ao público em geral.
15h – aula pública de balé clássico com bailarinos convidados;
16h30 – aula pública de dança contemporânea (encerramento do curso de dança contemporânea);
18h30 – Debate sobre Políticas Públicas para a Formação em Dança

Blues é tema de cineclube e oficinas


O Cineclube Cinema e Música realiza, durante toda esta semana, uma série de oficinas e exibições de filmes relacionadas ao Blues. O projeto contempla a importância primordial da música na realização de uma obra cinematográfica, tendo em vista seu potencial de criar e enfatizar climas narrativos na imagem.  

Entre as oficinas ofertadas, estão as de Captação de áudio, ministrada por Alex Sampaio; O som no cinema, ministrada por Eduardo da Silva Pereira; e Gaita Blues, ministrada por Di Lennon. Ao fim do ciclo, todos os participantes receberão certificado. 

Além das oficinas, o Cine Blues também exibirá, entre os dias 26 e 29, às 18h, os filmes Red, White & Blues, Warming by the Devil’s Fire e Crossroads. Todo o evento é gratuito e acontece na Vila das Artes (Rua 24 de Maio, 1221, Centro).

Para realizar a inscrição nas oficinas, os interessados devem enviar um e-mail para cineclubeblues@gmail.com com os seguintes dados: nome completo, e-mail, telefone para contato e a oficina que deseja fazer.  O Cineclube Cinema e Música é apoiado pelo Núcleo de Produção Digital Vila das Artes e tem como objetivo efetivar a discussão do estudo da música em diálogo com o cinema a partir de encontros entre grupos sociais, professores, alunos e comunidade. Mais informações pelos telefones 3252-1444, 9148-3778 ou 8789-2050 e nos blogs http://cineclubeblues.wordpress.com/.


Oficinas

Captação de áudio
Ministrante: Alex Sampaio
Aulas teóricas sobre equipamentos de som – 25, 26 e 27, das 14 às 17h. Vagas: 15.
Aulas práticas em estúdio – 28 e 29, das 14 às 16h. Vagas: 7.

O som no cinema
Ministrante: Eduardo da Silva Pereira
Aulas teóricas – 27, 28 e 29, das 14 às 17h. Vagas: 15.

Gaita Blues
Ministrante: Di Lennon
Aulas teóricas e práticas – 27, 28 e 29, das 19 às 21h30. Vagas: 20.
Cada aluno da oficina de gaita receberá na primeira aula uma gaita GIG 20 Hering.


Cineclube

Dia 26
Red, White & Blue (2010)

Dia 28
Warming by the Devil’s Fire (2006)

Dia 29
Crossroads (1986)

quarta-feira, 20 de abril de 2011

Segundo dia de mostra apresenta Ossos


Ossos (1997)

Hoje, quarta-feira, a Mostra Pedro Costa chega ao segundo dia de programação e exibe o filme Ossos. Para refletir e debater sobre a obra com os participantes, teremos a presença do professor Marcel Vieira. O filme dá continuidade à Mostra, que teve início ontem (19) com a exibição de Casa de Lava seguida de debate mediado por Geórgia Andrade. A Mostra Pedro Costa é uma realização do Cineclube Vila das Artes.

Sobre o filme
Em 1997, três anos depois de realizar o seu segundo longa, Casa de Lava, Pedro Costa apresenta Ossos. Durante os 94 minutos do filme, o espectador acompanha os passos de um jovem casal, interpretado por Maria Lipkina e Nuno Vaz, que vivencia dificuldades propiciadas pelo nascimento do primeiro filho. A aproximação de elementos característicos da ficção e do documentário destacou o diretor no meio cinematográfico internacional. Ossos foi premiado na categoria de Melhor Fotografia no Festival de Veneza de 1997.

Trailer 

 

terça-feira, 19 de abril de 2011

Casa de Lava inicia Mostra Pedro Costa


Casa de Lava (1994)

O filme Casa de Lava dá início, nesta terça-feira (19), à Mostra Pedro Costa, realizada por meio do Cineclube Vila das Artes. Após a exibição, haverá debate com a professora Geórgia Pereira. A mostra acontece às 17 horas na Vila das Artes (Rua 24 de Maio, 1221, Centro) e apresenta a obra de um dos mais importantes cineastas portugueses da atualidade.

Sobre o filme  
Casa de Lava é um drama que aborda as dimensões de vida e morte por meio do relacionamento entre a enfermeira Mariana, interpretada pela atriz Inês de Medeiros, e o imigrante Leão, personagem do marfinense Isaach De Babkolé. Realizado em 1994, o filme é o segundo longa-metragem do diretor e tem duração de 110 minutos. Casa de Lava ganhou o prêmio de melhor filme estrangeiro no Festival Du Film Belfort e foi nomeado em Cannes na seção Un Certain Regard. 

Trailer

quinta-feira, 14 de abril de 2011

Fortaleza em Todos os Sentidos vai às ruas


Foto de Fábio Lima
Confira os locais para assistir ao vídeo: 
Na Vidioteca da Vila das Artes – Rua 24 de Maio, 1221, Centro - das 9h ás 18h. Agende antes pelo 3252-1444.
Exibições Públicas em Abril
Dia 15, às 15h
Instituto dos Cegos - Rua Dr. João Guilherme, 373, Antônio Bezerra
Dia 18, às 15h
Instituto Filippo Smaldone - Rua Adolfo Siqueira, 273, Joaquim Távora
Dia 20, às 19h
Instituto Montese - Rua Irmã Bazet, 150, Montese
Dia 22, às 19h
Praça Martins Dourado - Rua Gilberto Studart, esquina com Almeida Prado, no Cocó
Dia 26, às 19h
Pracinha da Igreja dos Navegantes - Rua Aprendizes Marinheiros, altura do nº 552, Jacarecanga
Dia 27, às 19h
Cuca Che Guevara - Av. Presidente Castelo Branco, 6417, Barra do Ceará
Dia 28, às 19h
Praça Santo Amaro - Av. Maria Júlia s/n, próximo a igreja do Santo Amaro
Dia 29, às 18h30
Centro Cultural Bom Jardim - Rua 3 corações, 400 - Bom Jardim. 


As histórias dos sentidos



Os participantes do vídeo apresentam as histórias dos sentidos

A noite foi brindada junto a São Pedro que garantiu um tempo sem chuva e um céu com estrelas e meia lua. Nesse cenário o vídeo coletivo Fortaleza em Todos os Sentidos, que comemora o aniversário de 285 anos da Cidade, foi lançado ontem (12) na Vila das Artes. Com o telão cedido especialmente para o lançamento pelo Cine Ceará, dezenas de pessoas assistiram ao vídeo que mostrou uma Fortaleza através do paladar, olfato, visão, audição e tato.
O vídeo representa uma cidade que é lugar de afeto, de trocas e de saberes. O projeto é uma oportunidade para que pessoas se expressem através do audiovisual. Esta é uma das ações da Vila das Artes, lugar de formação em artes, que abriga uma Escola Pública de Audiovisual que incentiva o pensamento crítico e criativo através de seus cursos, mostras e debates e de um Núcleo de Produção Digital, responsável pela iniciativa do projeto (além de uma Escola Pública de Dança). Fruto de uma política pública da Secretaria de Cultura de Fortaleza, pensada para ações formativas nas diversas linguagens artísticas.
O diferencial nesse ano foi a acessibilidade, por conta da tradução audiovisual do vídeo para pessoas com deficiência sensorial, realizada pela parceria com a Associação dos Tradutores Audiovisuais do Brasil – ATAV BRASIL. Os vídeos foram traduzidos por meio da audiodescrição para pessoas com deficiência visual e da legendagem para surdos e ensurdecidos.
O vídeo vai ser exibido, a partir do dia 15 de abril em vários espaços da Cidade. Uma forma democrática de acesso à cultura.
As cinco histórias
Cinco sentidos. Cinco histórias. Fragmentos do cotidiano urbano que formam um caleidoscópio cultural.
Para Israel Castelo Branco Bento que fez o vídeo “Cheiro da Cidade“ foi uma “Experiência legal ter o apoio da Prefeitura para a realização de uma obra audiovisual, isso é democrático” atesta.
Dayse Beatriz Barreto de Oliveira mostra a cidade pelo paladar com “Terra do Sol”. O vídeo traz a miscelânea cultural com foco na cultura coreana.
Roger Quentin Pires apresenta “Riozinho” para falar da sonoridade “Espero que o vídeo atinja o objetivo de revelar aquele lugar (o rio Cocó entre os bairros Caça e Pesca e Sabiaguaba)” comentou.
Para Alexandre Alves da Silva, que mostrou a visão através de “Fortaleza Além dos Sentidos”, foi empolgante participar “O projeto faz com que as futuras gerações possam ver como era a cidade nesse tempo” acredita.
Geovana Correa Nunes conta em imagem e poesia o tato em “Feira dos Abraços”. “Reunimos os amigos e pudemos mostrar o momento de encontro que acontece na feira”. 

quarta-feira, 13 de abril de 2011

Mostra Pedro Costa começa dia 19 na Vila das Artes


A Mostra Pedro Costa foi adiada e terá início na próxima terça (19) e não mais dia 14 como estava previsto. Com a mostra o Cineclube Vila das Artes inicia o ciclo de exibições e debates em abril refletindo sobre obras de um dos maiores diretores do cinema português contemporâneo.

A Mostra tem início às, 17h, na Vila das Artes (Rua 24 de Maio, 1221, Centro) e a partir de agora, interessados deverão fazer uma inscrição prévia e todos os participantes, com no mínimo 80% de frequência, receberão uma comprovação de participação. Basta enviar um email para estagioaudiovisualviladasartes@gmail.com sinalizando o interesse em participar. Também será enviado ao  um texto contextualizando o que será debatido após a exibição do filme.O cinema de Pedro Costa é uma fusão de linguagens que vai da ficção ao documentário, entrelaçando temáticas variáveis com recortes estéticos, sociais e políticos. A mostra recebeu a curadoria de Ticiana Augusto Lima, aluna do Curso de Realização em Audiovisual da Vila das Artes. O cineclube é espaço de encontros, debates que incentiva o pensar e o fazer cinema. As sessões são gratuitas e acompanhadas por um cineasta, pesquisador ou professor. A mostra Pedro Costa vai até maio.Informações 85. 3105-1404.


ABRIL

Dia 19
Casa de Lava (foto) (Drama -1994)
Debatedora: Geórgia Pereira

Dia 20
Ossos (Ficção - 1997)
Debatedor: Marcel Vieira

Dia 27
No quarto de Vanda (Documentário - 2000)
Debatedor: Osmar Gonçalves

MAIO

Dia 4
Juventude em Marcha (Drama – 2006)
Debatedor: Diego Hoefel

DIA 11
Ne change rien (Documentário – 2009)
Debatedor: Guto Parente

quinta-feira, 7 de abril de 2011

Fortaleza dos sentidos imagéticos


Vídeo que comemora o aniversário da cidade será lançado dia 12 na Vila das Artes
O vídeo coletivo Fortaleza em Todos os Sentidos, realizado para comemorar o aniversário da Cidade, será lançado no dia 12 de abril, às 19h, na Vila das Artes (Rua 24 de Maio, 1221, Centro). O vídeo reúne histórias que apresentam a cidade através dos cinco sentidos: tato, audição, olfato, visão e paladar.
O projeto é lançado desde 2008 para que cidadãos – realizadores ou não do audiovisual – possam expressar, através do audiovisual, sua relação afetiva com a cidade. No Fortaleza em Todos os Sentidos as histórias passeiam pelos estímulos dos sentidos. Foram selecionadas cinco histórias que narram cada um desses sentidos: Fortaleza com Hwasong, de Dayse Beatriz Barreto de Oliveira, é uma miscelânea cultural com foco na cultura coreana e como esses membros adotam traços da cultura local. È uma mistura de sabores que une yakissoba e tapioca. Em Riozinho, de Roger Quentin Pires, as sensações sonoras transbordam a beira do Rio Cocó, na região do bairro Caça e Pesca. Fortaleza além dos Sentidos, de Alexandre Alves da Silva, propõe uma “Fortaleza Além dos Sentidos” invadindo o microcosmo da visão. Tem o Cheiro da Cidade, de Israel Castelo Branco Bento, que faz um mergulho nos odores da vida urbana e o Feira dos Abraços, de Geovana Correa Nunes, que explora o tato na Feira da Gentilândia.
No dia 13, o vídeo será apresentado durante as festividades de aniversário, na Praça do Ferreira, a partir das 17h, e no aterro da Praia de Iracema, às 19h.  A partir do dia 15 de abril o vídeo vai percorrer os bairros e será exibido: no dia 15, às 15h, no Instituto dos Cegos (Rua Dr. João Guilherme, 373- Antônio Bezerra); no dia 18, às 15h, no Instituto Filippo Smaldone (Rua Adolfo Siqueira, 273, Joaquim Távora); no dia 20, às 19h, no Instituto Montese (Rua Irmã Bazet, 150 – Montese); no dia 26, às 19h, na Pracinha da Igreja dos Navegantes (Rua Aprendizes Marinheiros, altura do nº 552, Jacarecanga); no dia 27, às 19h, no Cuca Che Guevara (Av. Presidente Castelo Branco, 6417 - Barra do Ceará); no dia 28, às 19h, na Praça Santo Amaro (Av. Maria Júlia s/n, próximo a igreja do Santo Amaro); no dia 29, às 18h30, no Centro Cultural Bom Jardim (Rua 3 corações, 400 - Bom Jardim).  

Um presente para a cidade
O projeto é uma iniciativa do Núcleo de Produção Digital Vila das Artes (programa Olhar Brasil mantido em parceria entre a Prefeitura de Fortaleza e o Ministério da Cultura) para homenagear Fortaleza e anualmente lança um vídeo coletivo no aniversário da cidade. A intenção é preservar a memória do cotidiano e revelar a pluralidade, beleza, fatos e personagens que constroem e transformam a cada dia a vida e a Cidade. O primeiro vídeo da série foi Fortalezas 24h, que retratou o cotidiano da cidade em um minuto do dia. O segundo, Fortalezas narrou histórias reais e fictícias de personagens da cidade. Ano passado, Se Essa Rua Fosse Minha contou histórias que passam nas ruas. A vila das Artes é equipamento da Prefeitura de Fortaleza, vinculado à Secretaria de Cultura, que oferece diversas atividades gratuitas voltadas para a formação em artes, apoio a produção, incentivo a pesquisa e difusão cultural. Informações pelo 85.3252-1444 ou3105-1410.

segunda-feira, 4 de abril de 2011

Dança Contemporânea

A Escola Pública de Dança da Vila das Artes abre inscrição para curso de Dança Contemporânea com o diretor e coreógrafo Paulo Caldas. As inscrições são gratuitas e vão até o dia 18 de abril na secretaria da Vila, Rua 24 de Maio, 1221, Centro, das 9h às 20h. O interessado deve apresentar um currículo resumido.
O curso, destinado a bailarinos, coreógrafos e estudantes de dança cênica, será de 25 a 28 de abril, das 10h às 12h, e dia 29, das 16h30 às 18h. O coreógrafo vai abordar seqüências coreográficas incluindo elementos de técnicas clássica e modernas, contato-improvisação e consciência do movimento. Paulo Caldas é formado em Dança Contemporânea na Escola Angel Vianna e em Filosofia pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro. Sua produção é marcada pela aproximação entre dança e cinema/vídeo como poéticas do movimento. Desde os anos 90, sua companhia Staccato, do Rio de Janeiro, tem merecido diversos prêmios e distinções nacionais e internacionais. Suas obras já foram apresentadas em diversas cidades no Brasil, e também nos EUA, Japão, Itália, Alemanha e França. Atualmente é professor do curso de Dança da Universidade Federal do Ceará.